A energia que moverá o Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura (SIAVS) – promovido entre 09 e 11 de agosto, no Anhembi Parque, em São Paulo (SP) – virá de fontes com zero emissão de CO2

Isso porque a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), organizadora do SIAVS, contratou para o evento o I-REC (Certificados Internacionais de Energia Renovável) que é um sistema global de rastreamento de atributos ambientais de energia que emite certificados que comprovam a origem da energia renovável utilizada.  A emissão dos certificados será realizada pela Trix Energia, participante desta edição do SIAVS. 

Em termos práticos, o certificado de rastreabilidade comprova que a energia demandada pelo SIAVS foi aplicada no sistema elétrico a partir de fonte renovável.  Cada certificado representa 1MWh, que equivale no Brasil a 60 quilos de CO2 não emitidos.

A projeção inicial é que quase 1,5 toneladas de CO2, que seriam emitidas com a demanda energética do evento, sejam neutralizadas pelo sistema.

“A contratação de energia de fontes renováveis segue o propósito que o SIAVS assumiu nesta edição, inclusive por meio do seu temário ‘produção sustentável: caminhos para a segurança alimentar global’.  Isto significa que não queremos nos pautar apenas por mensagens e, sim, por decisões que tenham efeito. Trabalhamos em uma visão, de fato, em linha com o Programa ABPA de Incentivo às Práticas Sustentáveis, em linha com a nossa cadeia produtiva”, destaca o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Faça seu credenciamento antecipado!  Clique AQUI.

Compartilhe: